segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Vencendo o medo







"Não temas porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel.


Como seria de conforto e descanso se conseguíssemos nos apropriar de maneira profunda das promessas que vem do Senhor, nossos medos e angustias se acovardariam diante de tão grandes promessas e bateriam em retirada para sempre, ora aquele que cuida dos pardais e lírios dos campos, não cuidara muito mais daqueles a quem ama através de Seu filho, aquele que morreu em nosso lugar?

Meu desejo e oração é de que todo crente que depositou sua fé e esperança na obra de Cristo no Calvário possa se apropriar desta e de tantas outras promessas que encontramos vindas direto do trono da graça e que devem nos revigorar a alma e encorajar para a caminhada.

Quando penso em todos os atos de Deus pela historia, constantemente interferindo para salvar o seus, mesmo quando o sofrimento chega, garantindo que Seu plano amoroso tenha o final determinado por Ele, entendo porque mesmo em meio a tantas tribulações, cadeias, aflições, o apóstolo Paulo disse: “sei em quem tenho crido e Ele é fiel para guardar o meu deposito até o fim”. Paulo aprendeu não só a confiar por vista, mas principalmente com os olhos da fé, talvez esta seja nossa dificuldade como foi de tantos discípulos ao longo das Escrituras.

Eu reconheço como preciso da ajuda que vem do alto, agradeço por cada sopro de ar em meus pulmões que é concedido pelo Altíssimo, e peço para que meus olhos sejam alimentados com vislumbres do que há de vir, vivendo a minha vida á luz da Eternidade. Imagino quantos crentes não se alimentam diariamente com a Palavra de Deus e com a esperança verdadeira do Senhor nos buscar, Essa fartura espiritual da Palavra é um poderoso remédio para a alma, sendo que o nosso Senhor Jesus nos disse para que não andássemos ansiosos (Jo 14-1) porque Ele esta no controle de todos os mínimos detalhes.

Mas Senhor, mesmo reconhecendo tudo isso, te peço ajuda todos aqueles que como eu muitas vezes, tem dificuldade em descansar totalmente em Ti, perdoa-nos por este pecado, mas como os discípulos disseram em relação a dificuldade que muitas vezes temos em perdoar: “aumenta-nos a fé” (Lc 17-5).

Neste dia resolvi alimentar minha mente diariamente daquele dia em que morarei com meu Senhor, onde a morte não tera mais força, onde a lágrima cessara, onde a dor encontrara alívio para sempre, onde a inveja não será enraizada, onde por fim o pecado deixara de existir.

Enquanto este dia não chega, peço ao Senhor que me conceda guardar no coração seus decretos e também as suas promessas, para que nos momentos sombrios da alma, Sua palavra esteja presente ao meu coração, para que eu possa ser fortalecido e consolado.



Em Cristo

Nenhum comentário:

Postar um comentário