sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Como saber se estou lutando contra o pecado por amor a Deus ou por medo do inferno?


http://lh3.ggpht.com/_ZrktLiAMz1c/TQ2b9EHt9-I/AAAAAAAAHRY/HqfaAkExlJw/20090626010349767_thumb%5B2%5D.jpg


quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Porque devemos evangelizar se Deus já tem seus escolhidos?


http://www.situado.net/fotos/2009/04/como-evangelizar-uma-pessoa-com-sabedoria.jpg


quarta-feira, 28 de novembro de 2012

As duas famílias


http://cinemaedebate.files.wordpress.com/2012/07/dois-caminhos.jpg

1 João 3:7-10
Filhinhos, não vos deixeis enganar por ninguém; aquele que pratica a justiça é justo, assim como ele é justo. Aquele que pratica o pecado procede do diabo, porque o diabo vive pecando desde o princípio. Para isto se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo. Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática de pecado; pois o que permanece nele é a divina semente; ora, esse não pode viver pecando, porque é nascido de Deus. Nisto são manifestos os filhos de Deus e os filhos do diabo: todo aquele que não pratica justiça não procede de Deus, nem aquele que não ama a seu irmão.”

Aqui João faz um paralelo, nos apresenta as duas famílias presentes no mundo todo, apenas duas, todas as pessoas pertencem ou a uma ou a outra.

A família de Deus e a família do Diabo.

Não tem uma terceira. Não existe a família do moralista, daquele que se acha bom o suficiente.

Assim como a bíblia nos descreve apenas dois caminhos ela também nos afirma, quem está no caminho descrito como estreito pertence a família de Deus, quem está andando pelo caminho largo, pertence a família do diabo. Simples assim.

Assim como não existe caminho do meio não existe uma outra família, uma família alternativa.

Vejamos como são os filhos do Diabo:

1Jo 3:8 - Pratica o pecado. Vive na prática do pecado, o pecado não o constrange, não existe a percepção da ofensa que ele exerce diariamente contra Deus, ele até gosta, assim como o próprio diabo ele blasfema contra Deus, Deus nem existe pra esse.

1Jo 3:10 – Diz que o filho do diabo não pratica a justiça, ou seja, é injusto. Julga pensando em si mesmo, no seu próprio umbigo. Não há justiça alguma nos seus estatutos.

Consequentemente, não ama o seu irmão, pois não o considera como alguém que merece respeito e consideração. Nunca passa pela cabeça desejar para o próximo algo que desejaria para si mesmo. Os filhos do diabo passam por cima mesmo, pisam em pescoços, tropeçam pelas pessoas na rua sem se importar com nada além de si mesmo.

Sabe como Deus reage a pessoas que odeiam seus irmãos? Quem odeia o próximo é considerado por Deus como um assassino. 1Jo 3:15.

1Jo 3:17 – Olhem a desigualdade social no mundo hoje, veja se você encontra algum obeso morando na Somália. Em compensação nos EUA 30% da população é obesa e 48% tem sobrepeso.

Isso é viver sem olhar as necessidades dos outros, estamos vendo as pessoas padecendo e estamos fechando os corações, fazendo como se não estivéssemos vendo nada.

Precisamos ter um estilo de vida cristão, falo isso, e desejo começar por mim mesmo. Não podemos mais jogar comida fora todo almoço e toda janta sabendo que cerca de 300 crianças morrem de fomo por hora em todo mundo.

Cada vez que jogarmos comida no lixo que a gente se lembre que essa mesma comida que estamos colocando para apodrecer numa lata qualquer poderia salvar uma dessas 300 crianças.

Os filhos do diabo não se importam com isso. Os filhos de Deus enchem os olhos de lágrimas, e no outro dia tentam fazer diferente.

Vejamos os da família de Deus:

Pratica a justiça. 1Jo 3:7.

Não vive na prática do pecado. 1Jo 3:9.

Os da família de Deus são odiados pelo mundo. 1Jo 3:13.

Amamos nossos irmãos, ao ponto de darmos nossa vida por ele. 1Jo 3:16.

E como que amamos? 1Jo 3:18.

Guardamos os Seus mandamentos. 1Jo 3:24.

A bíblia diz que podemos identificar as duas famílias, não são todos os humanos uma porção homogenia. Os filhos de Deus e do diabo são como água e óleo você percebe que eles não conseguem se misturar, não falo no sentido de convivência, vamos conviver sempre com as duas famílias, mas existe uma nítida diferença, você enxerga tanto uma quanto a outra no mundo.

Esse capítulo da epístola de João é um chamado para que vivemos de acordo com a família que pertencemos. No caso a família de Deus.

Devemos nos avaliar e ver qual família pertencemos, existem indícios que foram fornecidos por João nesse terceiro capítulo.

Se esforce, busque, ore a Deus para que na sua vida existam claras evidências que a família a qual você faz parte é a família certa.

Deus nos atribui, nos concede o título de filhos, mas isso para que possamos ser os representantes, devemos ser modelos, devemos seguir o exemplo de Cristo. As pessoas tem que olhar para nós e ver de alguma maneira nem que apenas um pequeno reflexo, um pequeno feixe de luz em meio a escuridão. Mas precisam ver em nós um pouco de Cristo.

Porque, se Deus é o Pai dessa família e é Santo, seus filhos também deverão ser santos.

Ele nos da uma certeza, existe apenas duas famílias e apenas uma dessas terminará bem. A outra padecerá.

Que Jesus nos ajude.

Fernando.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

O plano de Deus e sua providência na história


http://mulherscd.files.wordpress.com/2012/03/a-gloria-de-deus_3605_1024x7681.jpg


Toda vez que imaginamos a direção que o mundo ou a historia vai, porque as coisas acontecem e como acontecem, nos leva a pensar se existiria realmente algo que sustenta o mundo , ou que o governa, se estamos jogados ao acaso.

A bíblia nos descreve que sim, que O Deus da bíblia tem um plano em relação a historia , que Ele tem agido no presente, concretizando seu plano.

Então podemos destacar as características, eternidade – plano – preordenação – predestinação – providência – soberania (1).

O plano de Deus, pode ser considerado como uma decisão livre (Is40,13-14) e espontânea de Deus , criado antes da eternidade, (Sl 139,16) sem influencia de nenhum agente externo e tampouco de impulsos internos, por impulsos internos entendemos a necessidade de criá-los,porque DEUS sempre foi autossuficiente em si , Deus Pai, Deus Filho e Deus Espirito (2), este plano se desenvolve em uma linha passando pela criação, seguindo pela provisão e terminando com a conclusão de seu plano, é importante destacarmos que assim como em um projeto de uma construção , onde o arquiteto do projeto tem total liberdade de usar os meios e formas que desejar para conclusão de seu projeto, embora em projeto varias pessoas sejam usadas, o seu plano é o que determinará o resultado de toda ação.

Porém isso não indica que as decisões humanas não continuam responsáveis, mas que não acontecem isoladas da preordenação de Deus,
no AT expressões impessoais como “choveu”, não são encontradas, para os hebreus a chuva não era algo que simplesmente que acontecia ;Deus enviava a chuva(3),(Sl27.10,Pv16.4), no novo testamento Jesus afirmou que Deus não havia somente planejado os eventos grandes como a queda e destruição de jerusalém(Lc 21.20-22), como também os detalhes apostasia e traição de Judas e a fidelidade dos demais discípulos(4)(Mt26.24;Mc14.21;Lc22.22).

O plano de Deus é inclusivo, tanto os fins como os meios, no plano não existe separação entre o sagrado e secular, como muitas vezes temos a tendência em fazer.
Este plano é a certeza de que sua obra, tem uma sequência, e isso nos direciona a entender que a historia tem um rumo, porque ela foi desenvolvida dentro de um plano, ele é “ incondicional” e o seu propósito último é a sua glória. (Ef1.5,6)
 
Porém existe uma diferença entre o Plano e a ação , ou entre o projeto da construção e a construção, o plano (projeto) garantirá que a construção será feita, porém  ele não é o que causa o fato, para isso podemos dar o nome de ação, ou lidando em relação ao plano de Deus, a providência, Deus em seu plano planejou a sua construção, agora no processo de sua construção, entra a ação para construir,  então Deus agora começa a dar cabo para seu planejamento.(5)

Isso podemos chamar providência, podemos definir a providencia :Deus está continuamente envolvido com todas as coisas criadas de forma que (A)as preserva como elementos existentes, que conservam as propriedades que ele criou; (B) coopera com as coisas criadas em cada ato,dirigindo as suas propriedades características a fim de fazê-las agir como agem, e (C) as orienta no cumprimento dos seus propósitos. (6)

Em sua providência  Deus usa de três modos:
 
A- Preservação é relacionado com a ideia que Deus continuamente sustem a tudo (Hb1.3), também com os atos previsíveis na natureza, (Ne9.6), os animais (Mt6.26).

B- Cooperação – não é porque conhecemos a causa natural , que não é ação de Deus, Deus age através de sua criação, ele é a causa primeira , e a sua criação a causa secundária, mesmo os acontecimentos que temos como naturais, é Deus quem age para acontecer (Sl 148.8,).

C- Governo - Deus tem propósito com tudo que faz no mundo, e governa a fim de que tudo se cumpra. (SL 103.19)

Entre todas as posições teológicas em relação a providência de Deus, e a liberdade humana, são onde se destacam a maioria dos debates, vimos anteriormente que em seu plano, Deus livremente preordenou todas as coisas, segundo a sua própria vontade e decisão, e quando nos relacionamos com a providência, ou podemos considerar o agir sobre o plano.
Usaremos a analogia da soberania de Deus e da Responsabilidade do homem, como dois trilhos de trem, que andam lado a lado. Nas posições abaixo veremos as inclinações de cada uma das posições, sendo que algumas sustentam mais um ou outro lado dos trilhos.
Posição Arminiana
Esta posição apesar de colocar Deus como sendo soberano, declara que a presciência é um ato do conhecimento de Deus, ou seja Deus previu o que os homens escolheriam e assim definiu seu planejamento, e age na história, entre outras colocações ,esta é a mais defendida, ou seja Deus previu o que aconteceria no futuro em relação as atitudes dos homens e assim , planejou, esta posição tende a sustentar o lado dos trilhos onde a liberdade humana fala mais alto.
Em relação a isso devemos contrapor que a palavra presciência na bíblia, nunca está relacionada com a atitude e sim com o conhecimento íntimo , ou seja , esta palavra na bíblia esta intimamente ligada ao conhecer pessoas e não atitudes de pessoas, Deus conhece pessoas desde a eternidade, o que descaracteriza sua defesa em relação a Deus ter conhecimento do futuro (presciência) e por isso determinou, e também de fato isso tiraria a questão da liberdade de Deus em sua decisão, porque se Deus realmente precisa da decisão do homem, que garantia teríamos que de fato aquilo aconteceria?
Posição Molinista
Esta posição declara que Deus conhece todas as possibilidades em que os homens escolheriam (conhecimento médio), situações específicas, ou em todos os mundos possíveis de escolhas, Deus soberanamente escolhe a que melhor se encaixa em seu plano, assim mantendo total liberdade do homem.
Em relação a isso devemos contrapor que apesar de se encontrar uma solução teoricamente agradável, ela não tem muita base bíblica, esta muito mais firmada em pressupostos filosóficos do que bíblica .(7)
Posição Calvinista Moderada (8)
Esta é uma posição onde basicamente Deus é a causa ultima dos acontecimentos, Deus preordenou e definiu todas as coisas em seu plano antes da fundação do mundo, porém sem tirar a responsabilidade do homem, Deus decreta mas o homem continua responsável, ela trata com essa medida sobre a soberania de Deus e a responsabilidade do homem, como um mistério.
Em relação esta posição ela eleva muito a soberania de Deus, mas resguarda a questão de que Deus não é o autor do mal, contudo ele controla o mal, dessa maneira não restam duvidas de que o mal não pode triunfar, e sabemos que Deus usa até mesmo o mal em favor dos seus, citamos os casos de José e seus irmãos, e o auge disso na crucificação de Jesus.
Entendo que apesar de sistemas filosóficos nos ajudarem a entender assuntos que a bíblia não é exaustiva, devemos ter muita clareza sobre o que a bíblia realmente ensina e o que ela não ensina, a posição calvinista moderada(8), é sem duvidas a mais firmada nas escrituras, porque sim, Deus preordena e determina todas as coisas desde a fundação do mundo , porém os homens continuam responsáveis por suas decisões, e que elas fazem diferença, mas notamos que nos ensinos bíblicos não temos uma explicação sólida sobre como funciona, então realmente a posição de mistério, é a que me parece mais explicita nas escrituras.
Embora nossa compreensão humana finita, não seja capaz de entendê-la, as escrituras deixam muito clara que elas existem, as vezes no mesmo versículo, este é mais um dos mistérios assim como a trindade e as duas naturezas de cristo, pela certeza das escrituras serem a palavra de Deus , nós a aceitamos e sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, chamados para seu propósito, se tornarem semelhantes a Jesus. (Rm8.28)
Guinho.


Notas
1-Na eternidade passada, Deus planejou seu plano, o ato do planejamento de seu plano é dito como preordenação relacionado com todas as coisas e predestinação relacionado com os homens, por ser o autor do plano, Ele tem o direito e a autoridade de agir conforme seu desejo.
2-A.W.Pink, Os Atributos de Deus-PES -Pag 10
3-milard Erickson Int.Teologia sistemática Pag 145
4-milard Erickson Int.teologia sistemática Pag 145
5-analogia do plano de Deus com uma obra de um arquiteto, que planeja uma casa ou um prédio , embora incapaz de expressar perfeitamente em comparação a Deus, maneira usada para facilitar o entendimento -Ideia retirada Millard Erickson Int.teologia.
6-Wayne Grudem Teologia sistemática Pag 247
7-No campo relacionado com a Soteriologia, essa posição segue em linhas muito diferentes do relato bíblico.
8-Aula teologia sistemática 2 professor Anonio Neto

domingo, 25 de novembro de 2012

Reflexão sobre a I Conferencia Respirando Deus e Escola Charles Spurgeon de Teologia



O tema desta conferencia sem duvidas foi algo totalmente pertinente e atual em nossos dias, podemos notar os sintomas de que o evangengelicalismo brasileiro tem sofrido muitas vezes as igrejas se transformam em clubes de entretenimento, onde a palavra de Deus tão pouco é proclamada, o mundo tem entrado nas igrejas de forma assustadora e o relacionamento nas igrejas muitas vezes e planejado de forma a se tornar confortável aos ouvintes  como verdadeiros clientes:

Segundo o texto pregado em 2 tm 4:1

Podemos notar as grandes falhas que estão impregnadas nas igrejas evangélicas principalmente em nosso país,

A bíblia não tem lugar de centralidade e muitas vezes é apenas usada como base para suporte de psicologia e auto-ajuda,
Paulo destaca a Timóteo em minha opinião duas coisas fundamentais

1- a importância da pregação do evangelho, a palavra tendo a centralidade, a pregação deve ser  recheada abundantemente de bíblia, 
 
2- Paulo deixa claro a Timóteo que o esta convocando a um chamado solene, e que ele não deve ter vergonha de proclamá-lo, quer em tempo, quer fora de tempo,

Deus não se importa com retórica e tão pouco com marketing, hoje temos nas igrejas verdadeiros vendedores do evangelho, profissionais qualificados, altamente treinados, preparados para engodar e manipular as pessoas de acordo com seus próprios interesses mundanos, a pregação não é uma palestra, e o problema é que o alimento com que as pessoas tem se alimentado nas igrejas, não tem sido muitas vezes de alimento saudável, então logicamente quando é oferecido alimento sólido, consistente, recheado de sã doutrina, as pessoas não gostam, porque elas tem sido constantemente alimentadas com comida estragada.

Paulo, nesta carta, convoca solenemente a Timóteo, e deixa explicito que chamou uma testemunha diante dele nesta convocação, o próprio Jesus Cristo, para mostrar a seriedade dessa convocação, não diferente em nossos dias, pregadores deveriam ter temor e tremor de que Cristo é a testemunha , e que Ele é o inventor da  Igreja, e de julgara como justo juiz a todo ensino distorcido de sua palavra, isso não será esquecido. 

O evangelho deve ser  proclamado, a bíblia deve ser central nas igrejas,  o estado verdadeiro do homem sem a graça de Deus deve ser mostrado, e o chamado ao arrependimento deve estar constantemente nas igrejas, como disse Calvino, enquanto as igrejas não forem mais bem providas de pastores qualificados, a sã doutrina jamais prevalecera,  precisamos de igrejas saudáveis, para que seus membros sejam saudáveis e para que a noiva viva para a glória de Deus e de seu Salvador Jesus Cristo.

Glórias a Deus

Guinho 

sábado, 24 de novembro de 2012

Só para a Glória de Deus a Igreja deve viver. - Soli Deo Gloria - Pr. Antônio Neto




sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Só por meio da fé o homem é salvo - Sola Fide - Pr. Antônio Neto




quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Só pela Graça o homem é salvo - Sola Gratia - Pr. Antônio Neto




quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Só Cristo Providencia a Salvação - Solus Christus - Pr. Antônio Neto




segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Só a Palavra é autoridade - Sola Scriptura - Pr. Antônio Neto




domingo, 18 de novembro de 2012

3° Dia da Conferência Respirando Deus e Charles Spurgeon de Teologia



Pregação: Só por meio da fé o homem é salvo - Ef 2:8-10

Frases do Pr. Antônio Neto no terceiro dia de conferência

* "Uma Igreja saudável deve compreender de maneira correta o que é fé."

* "Graça e fé fazem parte do mesmo pacote: a salvação."

* "A fé é dom de Deus, é uma decisão soberana de Deus."

* "A graça de Deus é quem produz fé em nós."

* "Se Deus condicionar a sua vontade a vontade do homem, Ele deixará de ser Deus."

* "A salvação é totalmente dependente de Deus e não do homem."

* "Todas as religiões do mundo colocam sobre o homem a responsabilidade da salvação."

* "A fé não é uma obra nem um ato meritório."

* "A fé é crer e se comprometer com a verdade do Evangelho."

* "A fé é algo que vem para glorificar a Deus, nunca para a nossa própria glória. (Ef 2:9)"

* "A fé é algo que nos leva a viver com Deus, comprometido com o Evangelho."

* "A salvação não é DE boas obras mas é PARA boas obras."

* "As boas obras evidenciam se de fato somos crentes."

* "Boas obras nada mais são do que sinais de quem vive as Escrituras."

* "A fé ensinada nas Escrituras é expressa na obediência pelas Escrituras."


Pregação: Só pela Glória de Deus a Igreja deve viver - Ap Cap. 4 e 5

* "As igrejas brasileiras não tem dado a devida Glória à Deus."

*  "Na grande maioria das igrejas tudo no culto é para o homem e não para Deus."

* "As pessoas estão indo para assistir um culto e não para prestar culto."

* "A adoração de uma Igreja saudável precisa necessariamente ser saudável."

* "A adoração começa pela contemplação de Deus."

* "Deus é contemplado na Sua Soberania, no Seu Amor e no Seu Poder."

* "Sem contemplação ao Deus Trino não haverá adoração saudável."

* "Nossa adoração é baseada no nosso conhecimento de Deus."

* "Para adorarmos a Deus é necessário que Deus seja aquilo que mais contemplamos."

* "Nós adoramos quem nós conhecemos."

* "A adoração saudável é movida pela contrição."

* "Estar contrito diante de Deus é reconhecer que somos pequenos diante de Deus."

* "Diante do Deus Grandioso eu não posso fazer nada além de adorá-lo."

* "Tomar uma posição de contrição é reconhecer o meu pecado."

* "Se Deus é realmente Grande para você, então o pecado será algo realmente grave para você."

* "Estar diante de Deus é não perder tempo diante Dele e adorá-lo sem descanço."

* "Culto é momento de ser adorador."

* "Todo louvor é uma resposta aquilo que você mais admira."

* "O que uma Igreja precisa é de pessoas admiradas por Deus."

* "O louvor representa aquilo que a Igreja pensa do Senhor."

* "O louvor testemunha o que a Igreja pensa sobre Deus."

* "Tenha zelo pela adoração na sua Igreja, ela é parte integrante de nossa vida com Deus."

* "Escolha músicas que mais falem das Escrituras."

* "Escolha músicas que valorizem à Deus ao invés do homem."

* "Nunca permita que o culto se torne uma festa."

* "Culto é para adorar e aprender de Deus."


Chegou ao fim a I Conferência Respirando Deus e Escola Charles Spurgeon de Teologia, foram momentos únicos onde Cristo foi mais glorificado, onde as Escrituras foram expostas e ensinadas de maneira com que Cristo fosse o mais glorificado.

Aprendemos, compartilhamos e conhecemos uma pessoa especial e que ficará para sempre no coração de todos, o Pr. Antônio Neto, servo fiel. Agradeço à Deus pela oportunidade de participar desses três dias de conferência.

Tenho a certeza de que vidas foram transformadas e renovadas pelas mensagens pregadas. E tenho certeza que o nome do nosso Senhor Jesus Cristo foi proclamado segundo à vontade de Deus.

Aguardo ansioso a próxima conferência.

** Em breve todas as pregações estarão disponíveis no blog e no canal de vídeos respirandodeus no youtube.

Que Jesus nos ajude.

Fernando.

sábado, 17 de novembro de 2012

2° Dia Conferência Respirando Deus e Escola Charles Spurgeon de Teologia



Pregação: Só Cristo providencia a salvação - 1Co 15:1-4

Frases do Pr. Antônio Neto no segundo dia de conferência

 * "Além da má compreensão das Escrituras, a Igreja sofre hoje de uma má compreensão do Evangelho e da graça de Deus."

* "O evangelho da prosperidade mata as pessoas."

* "No evangelho da prosperidade o crente tem que lidar com a doença e com a culpa. Segundo esse evangelho o crente não pode sequer ficar doente e se por acaso ele não for curado foi por pura falta de fé."

* "Os maiores venenos que a igreja brasileira tem tomado são o evangelho da prosperidade e o evangelho das boas obras."

* "Precisamos anunciar o verdadeiro Evangelho, e a forma bíblica de fazermos isso é através da pregação pura e simples."

* "O Evangelho deve ser recebido de maneira definitiva."

* "Não tem como receber o Evangelho e não andar no Evangelho, isso é uma impossibilidade, quem recebe o Evangelho vive o Evangelho."

* "O Evangelho é o único meio de salvação, não existe salvação por nenhum outro meio."

* "Só existe uma coisa que liberta o homem do pecado: O Evangelho."

* "Ter qualidade de vida só é possível com o Evangelho, sem ele não é possível viver uma vida com qualidade."

* "Somente o Evangelho bíblico salva, qualquer outro evangelho não serve para nada."

* "Qualquer outro evangelho, que não o das Escrituras, é uma ofensa contra a cruz de Cristo."

* "O verdadeiro Evangelho é tudo o que precisamos: Cristo morreu pelos meus pecados e ressuscitou."

* "A nossa grande necessidade é Deus; e quem nos leva até Deus é o Evangelho."

* "Uma igreja saudável precisa manter o verdadeiro Evangelho."


Pregação: Só pela Graça o homem é salvo - Ef 2:1-7

* "Uma igreja saudável precisa entender muito bem o que é a Graça de Deus."

* "Você só vai entender a salvação se você entender o que existe dentro do seu próprio coração."

* "Todos nós nascemos alienados de Deus."

* "O homem que vive em delitos e pecados está morto para com Deus."

* "Todos os setores da sociedade estão infectados pelo mundanismo, pelo prazer em ofender à Deus."

* "Ou você é servo de Deus ou servo de satanás, quer você saiba disso, quer não."

* "Fazer a vontade da carne é andar como o mundo anda."

* "O inferno é o que todo homem natural deseja, ficar distante de Deus."

* "O problema do homem é ele mesmo em rebelião contra Deus." 

* "A Graça de Deus é uma decisão apenas de Deus."

* "A Graça de Deus é nos unir com Jesus Cristo."

* "O efeito da Graça de Deus nas nossas vidas é o que chamamos de novo nascimento."

* "O homem alcançado pela Graça de Deus é um homem que vive em novidade de vida."

* "O crente alcançado pela Graça de Deus não pode ser mundano."

* "O que as pessoas enxergam mais nas nossas vidas? A Cristo ou o mundo?"

* "Se uma igreja é preenchida apenas por crentes convencidos ela nunca será saudável."


Foi mais uma noite de glorificação à Deus, duas mensagens que realmente nos instruiram e nos impactaram. Precisamos realmente de homens de Deus que preguem o verdadeiro Evangelho e que falem de maneira bíblica sobre a Graça de Deus.

Glórias a Deus pela oportunidade de ouvir da Sua Palavra de maneira viva e eficaz. Obrigado novamente ao Pr. Antônio Neto.

Fernando.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

1° Dia Conferência Respirando Deus e Escola Charles Spurgeon de Teologia



Pregação: Só a Palavra é autoridade - 2Tm 4:1-4

Frases do Pr. Antônio Neto no primeiro dia de conferência

* "Precisamos de um correto entendimento da Palavra de Deus."

* "A maior doença das igrejas hoje é a falta de uma compreensão da centralidade das escrituras."

* "A igreja brasileira está doente porque elas rejeitaram as Escrituras."

* "A saúde das igrejas depende da proclamação fiel das Escrituras."

* "Devemos ser proclamadores da Bíblia."

* "Somente ela deve ser nossa regra de fé."

* "Sempre que uma igreja é fiel a proclamação das Escrituras ela é uma igreja saudável."

* "A palavra de Deus deve ser central na vidas das igrejas."

* "Pregar a Palavra de Deus é uma ordem, não é opcional."

* "Não existe obrigação maior para um pastor do que proclamar a Palavra de Deus."

* "Não existe culto sem pregação."

* "Deus sabe se um Pastor é pregador da Palavra ou de si mesmo."

* "Devemos falar das Escrituras, do Evangelho nos momentos oportunos e nos momentos que não são oportunos."

* "Mesmo que as pessoas não queiram receber a Palavra de Deus, preguem a Palavra de Deus."

* "A pregação do Evangelho é algo urgente."

* "Pregação é ensino, não é entretenimento, auto-ajuda ou palestra motivacional."

* "Toda a pregação precisa ser recheada de Bíblia."

* "Pregação é ensino das Escrituras."

* "Nem todo sermão baseado na Bíblia é bíblico."

* "Pregar a Palavra é dizer o que a Bíblia diz e não o que eu penso que ela diz."

* "No domingo, nos cultos, quando abrimos nossas bíblias precisamos de pregação e não de palestras."

* "A proclamação das Escrituras é central para uma igreja saudável."

* "O que um Pastor oferece para sua igreja é o que os membros comerão e escolherão como alimento diário."

* "Um pastor precisa pregar nossas necessidades reais. DEUS!!"

* "Uma igreja não pode abandonar a pregação fiel das Escrituras."

* "Sem a Bíblia ficaremos doentes."

* "Você que é Pastor, exponha as Escrituras. Pregue expositivamente."


O primeiro dia de conferência foi um deleite para alma, como é bom aprender, como é bom compartilhar com os irmãos, como é bom ouvir uma exposição da Palavra de Deus. Tenho certeza que Cristo foi glorificado nesse primeiro dia. Glórias a Deus pela vida do Pr. Antônio Neto.

Aguardamos ansiosos hoje à noite as 20hs.

Fernando.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Imortais


http://blog.imagemfilmes.com.br/wp-content/uploads/2011/11/Imortais-Logo-Large.jpg


Fomos criados para sermos imortais. Ao contrário de Deus, não somos eternos pois temos um começo, um início, mas nós nunca morreremos. Isso mesmo, nossa alma permanecerá para sempre num estado de consciência.

A morte física é apenas uma passagem para a eternidade, uma porta que irá se abrir para todo ser humano que passa por esse mundo. Segundo a bíblia teremos dois destinos possíveis onde iremos passar todo o resto da eternidade.

Céu ou inferno, esses são os dois possíveis caminhos de qualquer alma que encontrar com a morte. Resta saber para qual dos dois iremos.

Todo aquele que confessar Cristo diante dos homens e depositar a sua confiança no Filhos de Deus, esse será revestido de incorruptibilidade, toda a influência do pecado, toda a natureza do pecado herdado de Adão será retirado do cristão.

É importante saber que o nosso caráter não mudará depois da morte física, nossa moralidade não mudará, a maneira de pensarmos também não sofrerá mudanças.

Se você sente prazer no pecado hoje, continuará sentindo desejo pelopecado na eternidade. Se você sente prazer na luxúria, esse desejo continuará na eternidade a diferença é que ele não poderá ser saciado.

Agora, se você sente prazer na Lei de Deus, isso continuará, e esse prazer crescerá ainda mais no céu, se você sente prazer em estar em comunhão com Cristo, quão grande alegria será morar com Ele, vendo-O face a face.

Não imagine, nem espere que na eternidade haverá uma lavagem cerebral, que se você ainda deseja mais as trevas do que a luz, isso irá mudar instantaneamente logo após a morte física.

O que você mais valoriza hoje será o que você mais vai valorizar na eternidade e é isso que irá definir o seu destino, céu ou inferno.

O que você mais valoriza?

Multidões que dormem no pó da terra acordarão: uns para a vida eterna, outros para a vergonha, para o desprezo eterno. Daniel 12:2 (NVI)

Pense nisso.

Fernando.


sábado, 10 de novembro de 2012

Confrontando os cristãos


http://4.bp.blogspot.com/-KlH6I5pVNA0/Txo2jIyciPI/AAAAAAAACA4/Ws89qBk8yDc/s1600/Evangelio.jpg

Quando nos deparamos com os escritos do apóstolo João nos deparamos com uma leitura realmente de fácil compreensão, e tão logo mergulhamos de novo nos deparamos com a complexidade, vemos que no capitulo 1 desta primeira carta , ele deixa muito claro que viu , andou e apalpou o Senhor Jesus, e que pode garantir a sua humanidade com isso, ele nos incentiva a sermos santos, porque Deus é luz e nele não habita trevas,(1 Jo1.5) e no entanto logo em seguida ele nos deixa claro que todo aquele que diz que não tem pecados, (1Jo1.8)ou não se reconhece como um pecador, esse é mentiroso e Deus não está nele, esta carta é muito importante porque João realmente não deixa dúvidas em relação a vida cristã, ele não fica “em cima do muro”, pelo contrário ele faz várias afirmações que permeiam esta primeira carta inteira, e sem dúvidas são muito pertinentes aos “evangélicos” de hoje:
1-Ou você faz parte da família de Deus, ou da família do Diabo, não existe maneira de ser filho das duas! (1Jo 1.12-14, Jo 8.39-44 , 1Jo 3.7-10))
2-Se você não se reconhece pecador, você não entendeu o que é o cristianismo. (Jo 1.8)
3-Temos um intercessor para quando pecarmos , no entanto o cristão não anda na pratica do pecado, ele odeia, abomina o pecado, porque foi o pecado que causou a morte de seu amado. (1 Jo 2.1)
4-Se você é cristão seu arrependimento é diário e sua confissão diante de Deus é real. (1 Jo1.9)
5-Se você se diz Cristão e não guarda sua palavra e seus mandamentos, você não é cristão e engana-se a si mesmo (1 Jo 2.4)
6-Se você se diz cristão ,mas não perdoa seu irmão, antes o odeia, guarda rancores e vinganças ocultas, você não nasceu de novo, no entanto é no máximo convencido. (1 Jo2.9)
7-Se você se diz cristão e se afasta do caminho verdadeiro , você nunca nasceu de novo e não foi de fato um convertido. (1 Jo 2.19)
8-Se você diz que ama a Deus, é impossível você amar o mundo, porque o amor do mundo não é compatível com o amor a Deus. (1 Jo 2.15)
9- Se você é realmente um cristão o mundo não o amará porque não amou a Cristo. (1 Jo 3.1)
10-Se você é realmente um cristão sua comunhão com os irmãos é em Cristo, e nunca fora dele. (1 Jo 1.3)
Por fim vemos o grande benefício que temos em Cristo, a ponto de sermos chamados filhos de Deus, (1 Jo3.1)não existe outro titulo tão grandioso como esse que poderíamos almejar, e o principal é que o mérito por tudo isso não é nosso, mas sim de nosso salvador , que nos resgatou , então sirvamos ao nosso Senhor, entregando nossos corpos para vivermos segundo o seu querer em santidade, (1 Pe 1.13-16, Hb 12.14) e firmando em nossos corações e mentes, que amar a Deus é odiar o mundo, onde o apostolo João por vezes demonstra mundo, como a humanidade em rebelião contra deus e o sistema aprisionado e comandado por Satanás.
Honremos e glorifiquemos a Deus com nossas vidas, como sacrifício vivo, (Rom 12.1) e a ele seja toda gloria
 Guinho.




A Psicologia é compatível com o Cristianismo?


http://agenciadoensino.com/blog/wp-content/uploads/psicologia2.jpg

Por - Augustus Nicodemus Lopes

Esta é uma questão antiga. Quando o Dr. Powlison esteve no Mackenzie ano passado falamos sobre este assunto no programa Academia em Debate. Seguem abaixo os links para o programa (são duas partes).

Parte 1:
 
 


Parte 2:
 
 
 

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Cristianismo diluído


http://www.tudosobrexanxere.com.br/images/uploads/2%20(Small)_23.JPG

Temos ouvido muitos tipos de evangelhos e muitos tipos de cristos sendo pregados por aí, muitos deles diluídos em muita água com açúcar para não constranger pessoas sensíveis e delicadas e com isso afastar essas pessoas das igrejas.

O verdadeiro Evangelho sempre vai nos mostrar o quão pecadores nós somos, o quão depravados estamos em nosso relacionamento com o Deus criador. Mostra o quanto Deus é Santo e quanto nós necessitamos de um Salvador.

Segue abaixo alguns pontos que podem nos levar a identificar esses cristianismos diluídos, onde Jesus não é o principal tesouro, onde o homem é mais honrado e glorificado, esse cristianismo que não levará ninguém para uma eternidade com Deus. Existem pessoas pregando e existem pessoas vivendo esse falso evangelho.

Esses pontos à seguir não estão em ordem de importância e nem são todos os que poderia descrever, mas serve como uma boa amostra para nos alertar contra esse engano.

Esse cristianismo diluído é:

- Um cristianismo onde não é necessário mudar de vida.

Nessas igrejas não é falado sobre o novo nascimento (Jo 3:7), não é falado sobre regeneração e santificação. Santificação como uma obra constante e ininterrupta. Que é necessário progredir em santidade diariamente e que se estamos estagnados, então não estamos em Cristo.
Esse cristianismo permite que eu viva, ou continue vivendo, do meu jeito, seguindo os meus próprios conceitos e guiado pelo meu próprio coração. A Bíblia não é a norma de conduta e referência para esses.

- Um cristianismo onde o pecado é tolerado.

Nesses lugares o pecado não é tratado. É possível conviver com ele, o fato de sermos pecadores por herança é carta branca para não haver disciplina e nem busca por santificação.

O pecado não constrange, não há arrependimento genuíno, não há uma luta contra ele.


- Não há interesse pelos atributos de Deus.

Não há estudo nem interesse sobre os atributos de Deus, nesses lugares o amor e a misericórdia de Deus são maiores que a santidade e a justiça. Os atributos tem tamanhos diferentes, como se Deus fosse homem e se moldasse conforme as circunstâncias.

Não há desejo em saber sobre a soberania, sobre a santidade, sobre a onisciência ou sobre qualquer outro atributo da natureza de Deus.

- Onde não há comunhão com Deus.

Da mesma maneira que não existe desejo de conhecer esse Deus, não há desejo em ter comunhão com Ele, não há desejo em conhecer as Escrituras, em estudar a Palavra de Deus. Existe uma clara preferência por “novas revelações”, por receber palavras entregues por outras pessoas, ignorando por completo a autoridade das Escrituras.

Não há desejo em conversar com Ele, afinal de contas como conversar com alguém que não conheço?

- Onde posso torcer as verdades do Evangelho para o meu próprio proveito.

Usar texto fora do contexto é algo normal, afinal de contas não há um desejo em conhecer e estudar a Bíblia. Portanto, ignoram a história da igreja, os pais da igreja, ignoram os reformadores, aqueles que batalharam pela sã doutrina.

- Um cristianismo onde eu me justifico e não Cristo.

“Eu sou uma boa pessoa, eu frequento a igreja todo o domingo. Nunca vou ser perfeito.” Essas são as justificações de um cristão diluído. Eu sempre tenho uma justificativa para não estar progredindo em santidade, em comunhão e conhecimento.

O Cristão verdadeiro a cada passo que e ele se aproxima de Cristo ele percebe o quanto ele necessita de um salvador, o quão pecador e miserável ele é. Para esse, é Jesus quem o justifica e não desculpas esfarrapadas, tentando se comparar aos outros em seu estado moral.

- Onde o deus do homem é o próprio ventre. (Rm 16:18)

Uma igreja humanista, onde o homem é o centro, todas as coisas nesse local giram em torno do ser humano e não de Deus.

Prosperidade, cura, milagres, dons onde o homem é exaltado como um ser especial e super espiritual. Qualquer pessoa naturalmente quer essas coisas, isso explica o super crescimento do evangelho da prosperidade e outras tanta aberrações do mundo “gospel”.

- Um cristianismo onde a idolatria é permitida.

Sim, qualquer deus criado pelo homem em seu coração que não seja o Deus da bíblia, é uma imagem, um ídolo como qualquer outro.

Se você adora um deus que não conhece, que não se aplica a conhecer, então você é obrigatoriamente um idólatra. Paul Washer em uma das suas pregações, certa vez falou, que o domingo reúne o maior número de idólatras juntos nos cultos evangélicos pelo mundo afora. Pessoas que adoram um deus desconhecido para elas.

- Onde o amor ao mundo é permitido.

Semelhantemente a semente plantada entre os espinhos (Mt 13:22), o amor ao mundo, o amor às riquezas sufoca o crescimento espiritual das pessoas. O pior é que esse amor pelas coisas que o mundo oferece são muitas vezes até incentivadas por pessoas cujos objetivos estão apenas em crescimento financeiro, numérico e conquista de poder.

- Onde o sofrimento é culpa de falta de fé ou pecado, e nunca é Deus refinando o caráter.

Uma pessoa que está passando por alguma dificuldade é acusada de ter pouca fé, de não “determinar” as bençãos de Deus, de estar em algum tipo de pecado.

Não passa pela cabeça dessas pessoas que todo cristão autêntico é coparticipante dos sofrimentos de Cristo. Que Cristo nos disciplina como filhos a quem Ele ama.

- Onde o que guarda os mandamentos é considerado legalista.

Onde o que guarda os mandamentos até mesmo nas coisas consideradas simples, ou sem importância, como um “gato” da net, comprar um filme pirata, sonegar imposto de renda, entre tantas outras coisas, é acusado de ser legalista ou justo em demasia.

- Onde não há amor e serviço pelas pessoas.

Igrejas onde as pessoas são contadas como gado, por cabeça. Não existe amor, oração pelas vidas, os líderes são servidos e não servos do povo, bem diferente do exemplo deixado pelo nosso Senhor.

- Onde a Bíblia não é a Palavra de Deus.

Esquecem do Sola Scriptura, a bíblia não é inerrante, infalível e muito menos é a Palavra de Deus revelada. Podem até dizer que consideram essas coisas, mas a vida dessas pessoas e as atitudes dessas igrejas provam totalmente o contrário.

- Onde é possível servir a dois ou mais senhores.

Lugares onde é possível continuar vivendo para o mundo e ter uma religião semanal para me dar o conforto necessário. A igreja nesses casos é um anestésico levando as pessoas para o inferno sem causar nenhum tipo de dor. A segurança da salvação nesses lugares é depositada em uma oração repetida.

O deus desses é a cereja do bolo, serve como objeto de decoração para dar um toque especial em suas vidas, mas só serve de enfeite para sua falsa segurança.

- Onde as pessoas abandonam a Igreja para conquistar o mundo.

Comumente vemos pessoas abandonando esses lugares e voltando às suas vidas normais como se nada houvesse acontecido. Apenas comprovando o que Pedro disse em 2Pe 2:22 “… O cão voltou ao seu próprio vômito, e a porca lavada ao espojadouro de lama.”


Façamos com humildade uma reflexão sobre o nosso cristianismo, não podemos errar sobre isso. Temos que servir ao Deus verdadeiro, ao único Deus. Caso contrário serviremos à deuses estranhos e seremos julgados e condenados por isso.

Que Jesus nos ajude.

Fernando.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

A Semente do Evangelho - Paul Washer


http://2.bp.blogspot.com/-BX7BN0PNh08/T28hsnPxoaI/AAAAAAAAA-8/DYCTHVyYk1I/s1600/semente.jpg


domingo, 4 de novembro de 2012

O Sussurro de Cristo






"Deus, mediante Jesus, trará juntamente em sua companhia os que dormem."
1 Tessalonicenses 4.14

Não imaginemos que a alma dorme em insensibilidade. "Hoje estarás comigo no paraíso", é o sussurro de Cristo a todo santo moribundo. Eles "dormem em Jesus", mas sua alma está diante do trono de Deus, louvando-o dia e noite em seu templo, cantando aleluias Àquele que os lavou de seus pecados em seu sangue.

O corpo dorme em seu leito solitário da terra, embaixo de uma coberta de grama. Mas o que é este dormir? A idéia associada a dormir é "descansar", e este é o pensamento que o Espírito de Deus nos comunica. Dormir faz de cada noite um Sabbath para o dia. O sono fecha bem a porta da alma e convida todos os intrusos a esperar por algum tempo, para que a vida interior possa entrar em seu jardim do verão de bem-estar.

O crente exaurido dorme tranqüilamente, como faz o filho cansado quando dorme no seio de sua mãe. Oh! felizes aqueles que dormem no Senhor; eles descansam de seus labores, e suas obras os seguem. Seu calmo repouso nunca será interrompido até que Deus os levante para dar-lhes seu pleno galardão. Guardados por vigias angélicos, encobertos pelos mistérios eternos, dormem os herdeiros da glória, até que a plenitude do tempo traga a plenitude da redenção.

Que despertar será o deles! Foram colocados em seu último lugar de descanso, exaustos e desgastados, porém não se levantarão assim. Foram para o seu descanso com a testa enrugada e as feições estioladas, mas despertarão em beleza e glória. A semente murcha, tão destituída de forma e frescor, levanta-se do pó em forma de flor encantadora.

O inverno do túmulo dá lugar à primavera da redenção e ao verão da glória. Bendita é a morte, uma vez que, por meio do poder divino, despe-nos deste vestuário dos dias de trabalho para cobrir-nos das vestes nupciais da incorrupção. Bem-aventurados são aqueles que "dormem em Jesus".
 
Charles H. Spurgeon 

Fonte: http://www.charleshaddonspurgeon.com

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Onde estão os finados?


Eu sei que a resposta óbvia é "enterrados no cemitério", mas eu me refiro à alma dos finados. A resposta bíblica pode ser resumida em alguns pontos, que não pretendem ser exaustivos, mas que representam o pensamento evangélico histórico e reformado sobre o que acontece após a morte.


  • Imediatamente após a morte, as almas dos homens voltam a Deus. Seus corpos permanecem na terra, onde são destruídos. 
  • As almas dos finados não caem em um estado de sono ou de inconsciência após a morte. 
  • As almas dos salvos em Cristo Jesus entram em um estado de perfeita santidade e alegria, na presença de Deus, e reinam com Cristo, enquanto aguardam a ressurreição de seus corpos. 
  • Esta felicidade não é impedida pela memória de suas vidas na terra, uma vez que agora eles consideram tudo à luz de perfeita vontade de Deus e do Seu plano perfeito. 
  • Sua felicidade e salvação é somente pela graça de Deus. 
  • Eles não têm poder de interceder pelos vivos ou tornar-se mediadores entre eles e Deus. 
  • As almas dos perdidos não são destruídas após a morte, mas entram em um estado de sofrimento consciente e de escuridão, tirados da presença de Deus, enquanto esperam o dia do julgamento. 
  • Não há outros estados além destes dois após a morte. Não há qualquer base bíblica para a doutrina do purgatório e nem da reencarnação.
  • Nem as almas dos salvos nem as dos perdidos podem voltar para a terra dos vivos após a morte. Todas os fenômenos considerados como a ação de almas desencarnadas deve ser atribuída à imaginação humana ou à ação de demônios.

A realidade da morte e da sobrevivência da alma deveria nos lembrar sempre das palavras de Jesus: "De que adiante ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?"

Augustus Nicodemus

Fonte: Blog O Tempora, O Mores

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Pai, Pregador, Sacerdote e Exemplo


http://lh3.ggpht.com/-WwmP0g6uHEo/TkeMQeVWwMI/AAAAAAAABas/_F1mUa9Q3dY/exemplo-pai-modelo-carater-hombridad.jpg


E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te.” Deuteronômio 6:6-7

O pai é o primeiro pregador na vida de seu filho, é um sacerdote no lar, o representante de Deus na vida dos seus familiares. Deus espera isto de cada homem, de cada pai.

Vemos, seguidamente o povo de Israel se desviando dos caminhos do Senhor, geração após geração, acontecia a mesma coisa, após curto espaço de tempo. Por qual motivo? Um dos motivos é que os pais falhavam na sua missão de transmitir a Palavra de Deus para a geração seguinte, esqueciam de Dt 6:6-7.

Voltando para a nossa época, existe alguma realidade mais assustadora do que esta? Os pais nem sabem quem é Deus, não conhecem nada das Escrituras Sagradas, que triste futuro nos espera. Crianças crescendo em lares onde o próprio umbigo é deus, criadas sobre a supervisão e influência dos televisores e internet.

Nós, pais Cristãos temos a obrigação de cumprir nosso papel, de realizar aquilo que a nação de Israel tanto negligenciou. Não podemos fazer pouco caso das nossas crianças, temos que gastar tempo com nossos filhos, temos que ensinar, é um chamado de tempo integral.

Sejamos, em primeiro lugar, exemplo para os nossos filhos. Não podemos ser hipócritas em exigir algo deles se nós mesmos não vivemos o que pregamos. Você quer que seu filho tenha uma vida de oração, então tenha você uma vida de oração para que seja modelo ao seus filhos. Da mesma maneira, com a leitura e meditação nas Escrituras, com a vida de serviço na Igreja, com os relacionamentos pessoais. Enfim, em todas as áreas da vida seja exemplo, pois sempre você será o modelo a ser analisado aos olhos das crianças.

Quando falo de pais, isso inclui também as mães, obviamente Deus destinou um papel de liderança para o homem, mas necessariamente é a mãe a pessoa mais influente em nossa casa, são elas que têm a atenção das crianças. Elas exercem papel decisivo nesse processo.

Mães, não abandonem seus filhos por uma carreira de sucesso. Qualquer pessoa que passe maior tempo com seu filho exercerá maior influência sobre ele do que você. E, se isso acontecer somos indesculpáveis perante ao Senhor, pois ele delega essa função aos pais, a educação dos nossos filhos cabem única e exclusivamente a nós, pais e mães.

E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor. Efésios 6:4

Que Jesus nos ajude.

Fernando.