quinta-feira, 26 de abril de 2012

Os mais infelizes de todos os homens


http://1.bp.blogspot.com/-Dgsb3zRt0KY/TddbNtkWZuI/AAAAAAAAAWo/KjMjiX1JBH4/s1600/infeliz.jpg


1 Coríntios 15:19 "Se a nossa esperança se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens."

Quantas pessoas tem depositado todas as suas forças, toda a sua fé, toda a sua esperança em alguns poucos 80, 90, no máximo 100 anos.

É exatamente como Paulo nos diz, quão infelizes são essas pessoas, vivendo atrás dos seus próprios desejos, emoções, sentimentos, prazeres dos mais diversos.

Correndo e dedicando suas vidas, como se, em algum momento, fosse possível chegar ao auge da felicidade e do contentamento, como se fosse possível um dia saciar-se de tal maneira que pudéssemos descansar em paz com a consciência tranquila de que cumprimos o nosso dever.

Mera e doce ilusão, quando colocamos metas terrenas em nossas vidas, como algum desejo pessoal do tipo: comprar um carro novo, comprar uma casa, fazer a viajem dos sonhos, progredir profissionalmente, até mesmo desejos mais louváveis como constituir uma família. Nós correremos, nos dedicaremos ao máximo, muitos de nós daremos nossas vidas por completo para alcançar um determinado objetivo, e quando, finalmente alcançarmos, vamos perceber que não passou de uma satisfação momentânea, passageira e que logo após traçaremos outros objetivos, para tentar dar uma nova razão ao nosso viver, para termos um objetivo de vida.

Quão infelizes somos se continuarmos vivendo seguindo nossos próprios desejos e vontades, desejos esses, que são gerados longe de Deus, e por consequência são instáveis, fúteis e passageiros.

A nossa esperança não pode ser limitada apenas para esta vida, caso contrário, estamos condenados a sermos os mais infelizes de todos os homens. A própria história da humanidade nos mostra que isso é uma grande realidade e uma grande verdade. Nos mostra que não existe felicidade e alegria duradoura longe de Deus.

Só seremos completamente felizes quando a nossa esperança estiver em algo duradouro e não passageiro, semelhante a nossa vida aqui na Terra. Esperança como a de um dia encontrarmos pessoalmente o nosso amado Jesus em sua cidade celestial.

Não importa as dificuldades, sofrimentos e provações que possam ocorrem em nossas vidas, somente o que importa é esse desejo incontrolável de um dia vermos a Cristo face a face.

Que Jesus nos ajude.

Fernando.

Um comentário:

  1. Nos preoupamos demais com o futuro e esquecemos que devemos "aproveitar" o dia hoje. Hoje eh o dia de nos arrepender, de buscar conhecer a Jesus, e buscar uma nova vida espiritual, porque o amanha a Deus peretence, e pode ser tarde. Que Jesus nos ajude.

    ResponderExcluir