domingo, 8 de abril de 2012

Inocência perdida?


http://2.bp.blogspot.com/-63sM-ECVwqQ/TbMDZjgqinI/AAAAAAAAAGo/GIxddP3O-so/s1600/coelhinho1.jpg


Chegando a páscoa vem as estranhas cobranças em relação aos nossos filhos.

Eu ensino minha filha o verdadeiro significado da páscoa, ela tem 5 anos e sabe que o coelhinho da páscoa não existe, que é o dia onde as pessoas comemoram a ressurreição de Cristo, apesar de que poucos ainda lembram disso, assim como o natal é uma data que em nada parece com o significado original.

Mas quando alguém pergunta algo do tipo: O que o coelhinho trouxe para você hoje?

Logo recebe um "nada", afinal de contas o coelho não existe. Nesse momento rola aquele desconforto e logo vem aquelas explicações do tipo: "Mas você está tirando a fantasia da criança, isso é importante para a imaginação delas". Papo furado...

Vou contar duas histórias aí peço que cada um julgue qual a história é mais atraente para uma criança:

1) Existe um coelho mágico, sim tem que ser mágico, pois ele coloca ovo de chocolate, tendo em vista que um coelho sequer coloca ovos. E esse coelho no domingo de páscoa traz ovos de chocolate para todas as crianças do mundo. Exceto claro alguns países de como China, Coreia do Norte, Cuba... (São países não-cristãos).

2) Existe um Deus que criou todas as coisas, inclusive todos nós, e por nossa própria vontade escolhemos se rebelar com esse Deus. Mas o Criador em sua infinita sabedoria e misericórdia decide regatar a comunhão perdida e envia o seu único e amado Filho para que Ele viesse pagar um preço muito alto por esse redenção.
O Deus encarnado sofreu como um de nós, viveu como um de nós e morreu como nenhum de nós. Um sacrifício perfeito, daquele que era Deus e era homem, capaz de nos unir novamente ao Deus soberano, criador de todas as coisas. Três dias depois o Filho de Deus ressuscita dentre os mortos para cumprir o plano perfeito de Deus, e neste momento está glorificado nas alturas.
E nesse domingo de páscoa comemoramos essa reconciliação através da morte e ressurreição de Jesus Cristo.

Agora pergunto, qual história seria mais interessante para o imaginário das crianças?

Fico sempre com a segunda opção, afinal de contas eu procuro não mentir para minha filha e essa é a história que ela deve amar até o fim dos seus dias.

Que nessa data possamos redimir a páscoa, que possamos usar esse momento pra falar para as pessoas o verdadeiro significado deste dia.

Feliz páscoa para todos.

Fernando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário