terça-feira, 6 de abril de 2010

Medita na palavra, ocupe-se dela e dê frutos


Charles Spurgeon
Banco da Fé
02 de Abril

Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos.” (1Tm 4:15 ACF[*])

Aqui temos praticamente a promessa de que com a meditação atenta e entregando-nos completamente à obra do Senhor, realizaremos progressos tão manifestos que todos os poderão ver. Tiraremos proveito da Palavra de Deus, não a lendo apressadamente, mas meditando-a profundamente. Avançaremos no conhecimento de Deus, não pelo número de obras feitas com negligência, mas entregando-nos inteiramente ao trabalho que empreendermos. Em todo o trabalho há fruto, com tal que não seja feito com pressas e sem colocar-nos nele todo o nosso coração.

Se nos dividirmos entre Deus e Mamon, entre Cristo e nós mesmos, não faremos progresso algum. Temos de nos entregar inteiramente às coisas de Deus; do contrário, seremos uns pobres comerciantes nos negócios celestiais, e jamais obteremos algum lucro para o nosso inventário.

Sou eu um servo fiel do Senhor? Devo sê-lo inteiramente e não esbanjar as energias em coisas secundárias. Que nos devem importar os partidos políticos, ou as vãs diversões? Sou cristão? Que o serviço do Jesus seja a minha constante ocupação, o trabalho da minha vida e a minha única solicitude. Devemos estar com Jesus; de outra sorte nada adiantaremos, nem tiraremos proveito, e nem a Igreja, nem o mundo sentirão aquela influência poderosa que Ele deseja que exerçamos .

tradução: Carlos A. Rocha
FONTE: [ No Caminho de Jesus ]
Via: [ Projeto Spurgeon ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário