quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Resposta a um jovem esquerdista sobre seu posicionamento político e religioso!












Oi Como pode alguém que fala em liberdade, em amor ao próximo, em cuidar das pessoas, em salvação em Cristo... seguir os passos de um fascista que pode nos tirar tudo isso que tanto falamos?

São dias difíceis... o egoísmo burro toma conta da cidade... parece que uma “histeria em massa" se apodera de vozes gritantes e defensores da "família"..., mas quem são estes que não conseguem proteger sua própria casa? 

Que tanto medo tem eles de que "ideologia de gênero" possa arrazoar seus alicerces? Que alicerces é este que eles têm que é tão fácil de se "corromper"?

Vejo que para além da família e dos bons costumes, está um preconceito, racismo, falta de respeito, falta de amor, ou simples ignorância, que não combinam nem um pouco com a bandeira que dizem levantar: O Amor de Cristo!

Sigo sim, questionando e assim seguirei... pois me cabe questionar. Coisa essa que não aprendemos na Igreja, mas aprendemos com Cristo!

Seguimos em frente! Na esperança que como sempre desde os tempos bíblicos, alguns sejam salvos! 








Meu caro amigo, saiba que tenho carinho com você e por isso gostaria de escrever algumas considerações sobre o assunto em questão.

Começo concordando com o amigo que vivemos tempos difíceis, de fato, mas que por muito tempo não havia sequer uma oposição para mudar esses tempos difíceis! Agora podemos pelo menos ver um contraponto verdadeiro a tudo que é mal.

Mas antes de discorremos um pouco mais sobre o assunto, deixe me apenas levantar uma questão que tem sido utilizada pelo esquerdismo e que infelizmente vejo que você tem bebido desta fonte, que está relacionada ao “roubo” das palavras, a utilização da palavra completamente distorcida de real sentido, como se tudo não passasse de um jogo de semântica.

1-                      O fascismo e o totalitarismo estão justamente relacionados a ditadores que suprimem as opiniões individuais do povo em prol de sua governança, com censura (inclusive na imprensa) e força custe o que custar.

Este é modelo de governos de todos os regimes socialistas e comunistas que atrasaram todos os lugares por onde passaram! China, união soviética, cuba e agora mais recentemente Venezuela. Onde se encontra no plano de governo do PT,

Então este termo sempre será a marca dos governos socialistas e comunistas, embora muitas pessoas nem se deem conta disso, então não use este termo sem entender o verdadeiro significado!  Este sistema já matou mais de 100 milhões de pessoas diretamente.
2-                          
                               Em segundo lugar é necessário que o movimento de esquerda entenda que discordar de alguém não é o mesmo que preconceito, novamente roubando o uso do significado da palavra e distorcendo a seu próprio interesse.

Esse tem sido o argumento do movimento esquerdista, acusar as pessoas daquilo que a sua ideologia é e faz.

Agora entrando no campo teológico, no qual você quis entrar, é necessário que novamente entendamos o significado de amor, liberdade e justiça segundo a Bíblia.

                   A palavra amor, talvez seja uma das maiores distorções do ponto de vista Bíblico, porque o amor na Bíblia não é fundamentalmente um sentimento, mas antes disso uma atitude, que engloba a pessoa de Cristo e também aquilo que Ele ordenou, não podemos dizer que amamos a Cristo se não o obedecemos. (Jo 3:16, Jo 14:15)

O amor bíblico não é um sentimento que transpassa qualquer outra ordem apenas em detrimento do “ser feliz”, o amor bíblico começa em amar a Deus com a atitude de o honrar e obedecer.

Muito diferente do “amor libertino” que você está sugerindo. Judas em sua carta já havia confrontado aqueles que diziam que em “nome do amor” transformavam a grande a de Deus em carta branca para viver como queriam... (Jd 4). Isso nunca foi e nunca será a maneira dos cristãos vive tem, por mais “politicamente correto” possa parecer. Judas condena exatamente esta conduta dos “falsos crentes” em transformar a graça de Cristo em libertinagem, provando que de fato nunca foram crentes.

O amor bíblico corrige, confronta e exorta, não entenda de maneira distorcida que amar alguém é sinônimo de nunca discordar ou ensinar. Muito pelo contrário, na Bíblia somos chamados continuamente a relembrar as pessoas que estão se perdendo, os exortando a abandonar seus mais caminhos.  O amor cristão diz que devemos amar os inimigos e nisso se encaixa não desejar o mal, mas jamais nos incentiva a ser conivente com seus erros.

Exatamente isso se enquadra na questão do que você diz com relação a ideologia de gênero, o argumento falacioso que você se refere é mais ou menos o seguinte:

          “ se você confia no que você ensina, então não tenha medo de ensinarem algo errado”

Isso é quase insano, seria a mesma coisa dizer para seu filho:

            " não coloque a mão na tomada, ou não atravesse a rua sozinho e depois nunca mais cuidar” 

Você percebe a estupidez que seria isso?

Então, sim, precisamos defender os princípios cristãos, porque embora você não perceba, você só tem direito a pensar diferente, justamente pelas ideias cristãs e ocidentais em que você vive, a ditadura que você tanto critica é exatamente a que você defende sem perceber. Não confunda liberdade com libertinagem. A bandeira crista nunca disse que o amor é ser conivente com o que é errado diante de Deus, pelo contrário, por causa do amor a Deus em primeiro lugar e pelo amor ao próximo (justamente os alertando dos erros) é que devemos firmar os pés e dizer NÃO a tudo aquilo que é errado e contrario a Palavra de Deus (que chamamos pecado).


3-                              Aliado a isso, precisamos entender que o gênero é uma questão biológica, uma pessoa é constituída por aquilo que ela nasce, não pelo aprendizado na sociedade, não gastarei muito tempo aqui discorrendo cientificamente, porque muito, mas muitos médicos renomados já desconstruíram essa ideia bizarra e sem base científica nenhuma.

"Se por um lado as pessoas dizem que o gênero é uma construção da sociedade, então o argumento homossexual de que nascem assim, contradiz novamente o ensino sobre isso".

Por outro lado, se formos levar em consideração o ensino bíblico (que obviamente precisamos levar), Deus fez homem e mulher, apenas dois gêneros. Para o cristão, como você afirmou que deveriam ser coerentes com o que creem, de fato a Bíblia deve ser a única regra de fé e prática, sendo assim, precisamos sempre por causa da verdade ensinada na Bíblia e do amor as pessoas por causa desta verdade, lutar contra toda a ideia e ensinamento contrário a Bíblia.

Ao que os cristãos chamam de pecado que é basicamente não se conformar ao padrão designado por Deus, todas as vezes que fazemos algo diferente do que ele designou ou determinou como padrão, estamos pecando.

Isso geralmente fará com que as pessoas entendam isso como preconceito, homofobia e racismo, novamente repito, temos problemas no campo das ideias, não concordamos com nada do que é ensinado, porém diferentemente do que as pessoas pensam, o amor é justamente baseado em trazer a verdade para que as pessoas possam ser libertas das mentiras. Como disse Judas em sua carta (Jd 23) precisamos alertar as pessoas que por causa de seus erros elas irão provar da destruição pelo fogo eterno, adjetivo que a Bíblia constantemente usa para se referir ao inferno.


E explicação é muito simples, A Bíblia descreve a vontade revelada de Deus, então existem duas formas disso, acreditar nele e obedecer ou não acreditar e desobedecer, então é incoerente e desonesto não acreditar nela (Bíblia) e ainda querer usar ela para provar algum ponto de vista que “pensamos” ou “desejamos” e é exatamente isso que você esta fazendo.

A frase “ser feliz não importa como” não tem nenhuma base bíblica para se sustentar, porque para a Bíblia o principio de sabedoria é temer a Deus, e a felicidade está na pessoa de Cristo e por consequência bíblica e logica, em seus ensinamentos. É muito simples, ou você acredita na Bíblia como sendo a Palavra de Deus e a obedece e vive por seus ensinamentos, ou você não acredita e não vive por seus ensinamentos. O que você não pode fazer é querer “sequestrar” a verdade Bíblica como se ela pudesse ser “acomodada” a maneira que você deseja viver. Não existe essa possibilidade porque a verdade bíblica não é subjetiva e sim absoluta.

4-                                    A liberdade da qual Cristo nos libertou é da escravidão do pecado e do julho do poder das trevas, no entanto os cristãos não são libertos para viver como bem entendem, porque eles têm um Senhor, e este os ordena a viverem de maneira Santa(separada) para Deus.

Percebo aqui que você acaba não entendo o significado bíblico de amor e justiça, acaba por fazer uma sobreposição nos atributos de Deus como se ele fosse mais amor do que justo, isso é sem sombra de dúvidas um dos maiores erros que podemos cometer quando “fatiamos” os atributos de Deus para solidificar algo que pensamos ou queremos que seja verdade. Lembre que apenas por alguém acreditar e repetir para si mesmo algo, isso não se torna verdade por simplesmente querermos assim.

Deus tem em seus atributos 100% justiça e 100% amor e 100% santidade, sendo assim podemos entender que o amor santo de Deus é justo ou que a justiça Santa de Deus é amorosa. Ou seja, jamais vemos em nenhum local da Bíblia está fragmentação, por isso não use os conceitos cristãos de maneira equivocada como fazem as ideologias de esquerda quando convém...isto é uma verdadeira contradição defender a vida e ser a favor do aborto, como as ideologias socialistas e comunistas de esquerda são.

Espero que você possa ao ser confrontado com argumentos verdadeiros e sólidos, ponderar sobre o que você tem acreditado de fato é uma verdade, partindo da base do que você disse que “precisa questionar por aprender com Cristo”  e nisso concordamos, embora novamente essa ideia de que não se aprende isso na Igreja, possa estar relacionada com sua experiência mal sucedida em uma Igreja que nunca lhe explicou que a fé crista não é um salto no escuro, muito pelo contrario ela é racional e histórica!

Então, implorando a este senso questionador que você tem, questione se o que você esta defendendo de fato merece a confiança que você tem dado, porque caso você veja que se procurar mais a fundo tudo aquilo que vê tem acreditado, não passa de “simpatia” por uma ideia que deixa você viver do jeito que quer, de maneira desenfreada, vivendo com o lema “ o importante é ser feliz” , que você possa ser honesto com você intelectualmente, abandonando esses pensamentos que são no mínimo equivocados quanto as ideias do que é fascismo e ditadura, mas meu desejo não é de que você pare por aí, mas que você entenda que existe apenas um Deus, e esse Deus ordena que nos arrependemos de nossos pecado, e em novidade de vida sigamos vivendo e obedecendo.

Espero podermos conversar ao vivo, para que possamos debater sobre esses assuntos, mas com a certeza de que ser cristão não é apenas uma questão de "aceitar a Cristo" , porque se você seguir o raciocínio que você disse que aprendeu com Cristo e não com a Igreja, você não pode esquecer que Cristo disse que: "aquele que quiser salvar a sua vida, a perdera"  (Lc 9 :24) trazendo claramente o ensino de que se você se considera cristão e não coloca Cristo como seu bem maior, acima de pais, irmãos, ideologias, dinheiro, prazeres de fato esta apenas enganando a si próprio. 

Espero que você possa perceber enquanto ainda há tempo, para não ser um daqueles que chegarão naquele dia e dirão:

“Senhor, fiz maravilhas em teu nome! E Jesus dirá: Nunca o conheci, afaste-se de mim, você que prática iniquidade” Mt 7:22-23






Em Cristo


quarta-feira, 3 de outubro de 2018

O que é a Felicidade?









           “Alegrem-se com os que se alegram e chorem com os que choram” Rom 12:15


Sem sombra de dúvidas, a alegria é perseguida por toda a humanidade, e isso não é de forma alguma ruim, no entanto as pessoas tem uma impressão muito vaga de alegria, me incluindo nisso. Porque temos a tendência de olhar a alegria apenas por aqueles momentos em que temos algum tipo de êxtase, sendo assim, sabemos que esses momentos não duram para sempre.

Creio que podemos destacar duas formas de compreender a verdadeira alegria, como lutar por sua permanência e sempre que a perdermos de vista, saber onde procurar.

Em primeiro lugar, a alegria não é segundo a bíblia, apenas um “estado de espírito” antes a alegria é uma pessoa, ou repousa em uma pessoa: JESUS.

Parece que o apóstolo Paulo compreendeu bem isso, em sua carta ao Filipenses, quando ele diz: alegrem-se no Senhor... Mais uma vez lhes digo alegrem-se sempre no Senhor!

Além de ser uma ordem ao Cristão, para viver alegres, ele diz como fazer isso:

- Olhe pra Cristo, corra pra Jesus, ele é a mais poderosa e garantida forma de encontrarmos alegria, sempre podemos recorrer a Cristo e sua obra, para relembrarmos a verdadeira alegria, não há mais condenação para aqueles que estão em Cristo! Talvez, aqui se encontre o maior problema no qual me incluo também, não temos meditado e relembrado profunda e verdadeiramente sobre Cristo, por isso procuramos alegria em outros lugares que são passageiros.

Não quero parecer aqui duro, ou sem dar valor para outras alegrias que desfrutamos na vida e que são ótimas!


Já pensei muito a respeito da seguinte frase que li certa vez, “ que os momentos felizes sejam os mais demorados” ainda simpatizo com esta frase, mas reconheço que isso se deva ao fato de minha alegria constantemente ser depositada nas coisas passageiras!

Assim como os discípulos ao regressarem alegres, por terem tido êxito com a submissão dos demônios e curas de enfermos (Lc 10:20), mas Jesus os corrigiu, “ a verdadeira alegria” deve ser por seus nomes terem sido redimidos por mim, agora vocês sendo moradores do céu!

               É uma questão do que deve ser o fundamento supremo da alegria cristã!


Em segundo lugar, é importante aprender e compreender que a alegria na Bíblia, envolver três pessoas:

Jesus, os outros e a nós mesmos e a principal lição é colocar Jesus em primeiro lugar, os outros em segundo e você em terceiro lugar, um exemplo tão simples que até mesmo uma criancinha pode compreender. Todavia, novamente, continuamente  caímos no erro de inverter essa ordem de cabeça para baixo, nos colocando em primeiro lugar e Jesus em último. Sendo assim, nunca estamos plenamente alegres, porque a verdadeira alegria não diz respeito primariamente a você, e sim a Jesus.

Minha oração é para que se você, assim como eu, tem encontrado dificuldades em conseguir depositar toda sua alegria na pessoa de Jesus, desfrutando da alegria verdadeira e não sendo mais “enganado” por mera alegria passageira, que Deus Espírito possa nos conduzir a compreender a profundidade e maravilha dessa ordem de nos alegramos no Senhor!


            “Regozijai-vos no Senhor, outras vez digo, regozijai-vos” Filipenses 4:4


Em Cristo

Guinho

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Olhando para Cristo!!!






Pois é a vontade do pai, todo que olhar para o filho e nele crer tenha a vida eterna! Jo 6:40



Oh pobre pecador, se você começou a sentir o peso do aguilhão da morte, sabendo que por causa de seus pecados você está completamente perdido, este é o primeiro passo para sua Redenção.


Se você chegou ao estágio de não achar bem nenhum em ti, olha para si e para os lados e não acha mais que pode se salvar a si próprio, ou se você começou a perceber que nenhum dinheiro, poder ou sucesso no mundo podem comprar sua entrada para cidade celestial!


Se você se encontra assim, então meu caro pecador, há de fato esperança para sua alma, a partir de agora você pode olhar para o crucificado, você pode olhar para o Redentor que morreu em uma cruz para carregar o peso de seus pecados e liberta-lo do aguilhão afiado da morte.


Pare, observe demoradamente, contemple profundamente e louve alegremente, porque agora lhe foi concedido se deleitar no Filho, continue em frente depositando toda sua esperança e confiança nEle e atente as palavras do Filho lhe dizendo:


Agora tens a vida eterna e Eu jamais lhe deixarei, nunca jamais o abandonarei!

Entoemos juntos, como redimidos do Senhor:


“ Digno é o Cordeiro de receber toda honra ,toda glória e todo louvor!”




Em Cristo

Guinho

sábado, 15 de setembro de 2018

O chamado a batalhar pela Fé







"...batalhardes, diligentemente, pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos" Jd3


            Judas, o irmão do Senhor, conclama a todos os crentes de todas as épocas, de todas as nações a lutar a batalha da fé! Quanto prejuízo tem tido a Igreja de Cristo por lobos se fazendo passar por cordeiros, afoitos como leões, prontos para devorar suas vitimas!

Sem sombra de duvidas, isso deve em grande parte a uma doutrina fraca de uma teologia barata. Enquanto as igrejas estão mais preocupadas em "entreter o cliente" ao invés de "edifica-lo" , a fé entregue uma vez por todas (conjunto de doutrinas pertinentes a salvação) se faz cada vez mais necessária ser defendida.


Duas lições podemos aprender deste texto destacado:

1- A vida do cristão não é um passeio no parque:

Interessantemente, Judas, o irmão do nosso Senhor Jesus, usa uma nomenclatura de guerra, sabendo que a vida do cristão é muitas vezes caracterizada por guerreiros sendo convocados a "guerra", pelo termo "batalhardes"! Também precisamos atentar ao fato do batalhar diligentemente, ou seja: 

--Lutem com dedicação, esforço!!

Sabemos por vários ensinamentos de Cristo, que a vida crista é um chamado radical (Lc 14:31) a obediência e que seguir a Cristo custa nada menos do que a própria vida (Mt 16:25).

2- A fé continua sendo a mesma no passado, no presente e no futuro.

      O termo fé usado neste texto, não tem fundamentalmente a ideia da fé salvífica, mas sim no conjunto de doutrinas que levam a fé salvadora. Um erro muito comum em nossos dias é de que as pessoas estão trocando as doutrinas básicas fundamentais estabelecidas de uma vez por todas,  por ideias e filosofias passageiras. 

        Entre elas pensamentos de que Jesus pode ser Seu Salvador, mas ele não precisa ser seu Senhor. Todas as vezes que uma igreja não esta firmada nas doutrinas fundamentais básicas, ela é arrastada por qualquer ensino novo e atraente (Ef 4:14),

Lembrem-se, não é porque algo é antigo que não seja suficiente! Em outras palavras, as verdades sobre a fé bíblica são as mesmas de 2000 anos atrás! Não existe "novas revelações" ou "atalhos" para o viver cristão!

Não nos iludamos!  Todas as vezes que alguém dentro das Igrejas pedir mais "entretenimento emocional" do que sã doutrina, fiquemos alertas!

Teologia barata gera crentes falsos, enquanto os crentes não forem firmados nas doutrinas básicas, eles serão presas fáceis desse falso evangelho tão difundido entre as pseudo igrejas!

Toda boa casa, começa pelo fundamento, alicerçado em cima de terreno confiável, assim crentes no Senhor deve ser também com a nossa fé!

Em Cristo